sábado, 22 de dezembro de 2012

MENSAGEM DO ANIVERSARIANTE



É Natal! Neste sublime momento,
vamos refletir sobre os ensinamentos  
que  o aniversariante  nos  deixou!
Principalmente:
Amar  a  DEUS  sobre  todas  as  coisas;                  Amar  a  todos  tanto quanto você  se  ama!
 Outro: Perdoar  incondicionalmente!
Nesta complicada caminhada terrena
precisamos ser solidários e fraternos
com todos os filhos do mesmo Pai Celestial,
portanto, nossos irmãos, independente de religiões.
Muita saúde! Muita paz mental e espiritual!
Mas... vamos sempre fazer a nossa  parte!
Que Jesus nos abençoe!

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

4º CURSO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA





4º CURSO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ANOMALIAS E DEFORMIDADES CRANIOMAXILOFACIAIS:
FISSURAS LABIOPALATINAS - 2012

MÓDULO I - 10/10/2012
- Apresentação da ABFP / RN;
- Atenção aos Pacientes com Fissuras Labiopalatinas 
no contexto do SUS;
- Atenção aos Pacientes com Fissuras Labiopalatinas 
no contexto do Ministério Público
 
MÓDULO II - 24/10/2012
- Abordagem Bioquímica aos Portadores de Fissuras Labiopalatinas;
- Avaliação e cuidados do Psicólogo aos Pacientes de Fissuras Labiopalatinas, a partir do diagnóstico pré-natal;
- Diagnóstico Pré-natal dos Portadores de Fissuras Labiopalatinas;
 
MÓDULO III - 07/11/2012
- Atuação do Nutricionista nos Pacientes Portadores 
de Fissuras Labiopalatinas;
- Abordagem Genética aos Portadores de Fissuras Labiopalatinas;
- O papel do Serviço Social, Enfermagem e Fonoaudiologia no Ambulatório do HOSPED aos Portadores de Fissuras Labiopalatinas, a partir do diagnóstico pré-natal;
 
MÓDULO IV - 22/11/2012
- Atuação Otorrinolaringológica nos Pacientes Portadores 
de Fissuras Labiopalatinas;
- Atuação Fonoaudiológica nos Pacientes Portadores 
de Fissuras Labiopalatinas;
 
MÓDULO V - 05/12/2012
- O papel do Fonoaudiólogo no desenvolvimento dos Pacientes Portadores de Fissuras Labiopalatinas;
- A importância do Tratamento Ortopédico Funcional dos Maxilares no desenvolvimento dos Pacientes Portadores 
de Fissuras Labiopalatinas;
- Atuação do Cirurgião Plástico 
nos Portadores de Fissuras Labiopalatinas;
 
MÓDULO VI - 06/12/2012
- Abordagem do Cirurgião Bucomaxilofacial 
nos portadores de Fissuras Labiopalatinas;
- A Ortodontia no crescimento e desenvolvimento dos 
portadores de Fissuras Labiopalatinas;
 
CERTIFICADO  AOS  PARTICIPANTES: 
COM 75% DE PRESENÇA TOTAL
 
INVESTIMENTO:
Profissionais graduados externos da UFRN: R$ 150,00;
Profissionais graduados da UFRN: R$ 100,00;
Estudantes externos da UFRN: R$ 75,00;
Estudantes da UFRN: R$ 50,00.
 
INSCRIÇÕES: 
Departamento de Cirurgia do HUOL no 3º subsolo 
(Zoraia ‐ 3342.9701 / 8842.5906)
 
LOCAL DO CURSO: 
Auditório "Mariano Coelho" 
4º subsolo do HUOL
 
VAGAS LIMITADAS: 100 (CEM)
 
REALIZAÇÃO:

 APOIO:
SINDICATO DOS ODONTOLOGISTAS
DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ODONTOLOGIA -
SEÇÃO RIO GRANDE DO NORTE 

HOSPED - Hospital de Pediatria da UFRN
Prof. Heriberto F. Bezerra
 
HUOL: Hospital Universitário Onofre Lopes
 
REALIZAÇÃO:
Secretaria de Estado
da Saúde Pública do RN - SESAP  &
Departamento de Odontologia - CCS/UFRN

APOIO:
PROEX - Pro-Reitoria de Extensão da UFRN; 
HOSPED - Hospital Pediátrico da UFRN;
HUOL - Hospital Onofre Lopes da UFRN;

 DOD - Deptº de Odontologia da UFRN;
 Deptº de Fonoaudiologia da UFRN;
ANRO - Academia Norte-Rio-Grandense de Odontologia;
ABFP/RN - Associação Brasileira de Fissuras Palatinas do RN
ABOR - Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial;
CREMERN - Conselho Regional de Medicina do RN;
CRORN - Conselho Regional de Odontologia do RN;
- AMERN - Associação Médica do RN;
SOERN - Sindicato dos Odontologistas do RN;
ABO/RN - Associação Brasileira de Odontologia do RN;

 



segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Curso Imperdível: Atualização em DOR e DTM. Alto nível!



ACADEMIA NORTE-RIO-GRANDENSE DE ODONTOLOGIA
DEPARTAMENTO CIENTÍFICO
CURSO DE ATUALIZAÇÃO

01- TÍTULO DO CURSO:  
“A IMPORTÂNCIA E A NECESSIDADE DOS CONHECIMENTOS EM DOR E DTM PARA A PROFISSÃO ODONTOLÓGICA”

02- PROMOÇÃO:
Departamento Científico e Escola de Aperfeiçoamento Profissional da Academia Norte-Rio-Grandense de Odontologia

03- APOIO:
Sociedade Norte-Rio-Grandense para o Estudo da DOR (SONRED) – Comitê de Dor Orofacial

04- MINISTRANTES:

Prof. Dr. Helson José de Paiva; Profª Ângela Maria Fernandes Vieira de Paiva; Profª Nayara Frota Rosado Gondim (Especialistas em DTM e Dor Orofacial) e Especialistas Convidados ligados ao estudo e Tratamento da Dor.

05- NATUREZA DO CURSO/ CARGA HORÁRIA TOTAL:

Atualização (teórico) – 24 horas

06- DURAÇÃO / DIA / HORÁRIO / PERÍODO:

06 (seis) meses; 01 módulo mensal com 04 horas; na 2ª sexta-feira de cada mês; das 18 às 22 horas; de fevereiro a julho de 2013.

07- LOCAL:

Auditório da Academia, na Rua Múcio Galvão, 480  (por trás da Casa de Saúde Natal)

08- PÚBLICO ALVO:

Cirurgiões-Dentistas Clínicos e Especialistas; Acadêmicos de Odontologia.

09- INVESTIMENTO FINANCEIRO: (por módulo)

Profissionais: R$50,00;

Acadêmicos de Odontologia: R$25,00;

10- NÚMERO DE VAGAS:

Limitado à capacidade do auditório da academia (70 lugares), por ordem de inscrição.

11- INSCRIÇÕES:

- Secretaria da Academia, com Suely, no horário comercial;
- Com Acadêmicos membros da Diretoria

1 2- CERTIFICADOS:

Ao final do curso, serão fornecidos certificados para fins curriculares aos participantes, constando a carga horária cumprida individualmente.

13 - MATERIAL DIDÁTICO:

Serão disponibilizados aos interessados, para fotocópia, resumos das aulas e artigos científicos atualizados, dentro dos assuntos abordados nas aulas.

Início do Curso: Fevereiro de 2013
Término do curso: Julho de 2013

15- PROGRAMA:

1º Módulo:
O estudo e o ensino da DOR nas áreas Odontológica e Médica;
Condutas clínicas odontológicas e DOR;
Conceitos e linguagem da DOR;

2º Módulo:
DOR: neurofisiologia, sensibilização periférica, sensibilização central;
DOR orofacial: generalidades, características clínicas;
DOR pulpar e DOR periodontal;

3º Módulo:
DOR orofacial: classificação, diagnóstico;
Clareamento dental, hipersensibilidade dentinária;
Condutas cirúrgicas de rotina e DOR, DOR pós-operatória;

4º Módulo:
Disfunções Temporomandibulares (DTM) articulares;
Disfunções Temporomandibulares (DTM) musculares;
Diagnóstico diferencial odontológico e médico em DOF;

5º Módulo:
Principais síndromes musculoesqueléticas e DTM;
Condutas terapêuticas imediatas nas DOF;
Outras opções terapêuticas na abordagem da DOR;

6º Módulo:
Acupuntura e DOR;
Cefaleias e algias faciais mais frequentes;
Diagnóstico e Tratamento;

16 - ENCERRAMENTO:
Coquetel para participantes, ministrantes e Diretoria.


sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ÁCIDO FÓLICO NA GRAVIDEZ



Prevenção com ácido fólico na gravidez é rara e incorreta no Brasil  

Por DÉBORA MISMETTI  
EDITORA-ASSISTENTE DE "CIÊNCIA + SAÚDE" - Jornal “Folha de São Paulo

Uma medida simples para evitar malformações em bebês ainda é pouco adotada pelas brasileiras e será tema de campanha nacional com lançamento marcado para hoje em São Paulo.  

Um levantamento com 500 mulheres realizado pelo médico Eduardo Borges da Fonseca, professor de obstetrícia da Universidade Federal da Paraíba, mostra que só 13,8% tomaram suplemento de ácido fólico antes de engravidar.  

O uso dessa vitamina ao menos 30 dias antes do início da gestação, continuando até o terceiro mês, reduz em cerca de 75% a ocorrência dos defeitos de fechamento do tubo neural (a região do embrião que vai dar origem ao sistema nervoso central).  
Hoje, 1 em 1.000 crianças nasce com algum desses problemas no país. 

Os mais comuns são espinha bífida (exposição dos nervos da medula espinhal) e anencefalia.  

 A anencefalia leva à morte do bebê. No caso da espinha bífida, a gravidade varia conforme a posição da lesão e a extensão. Algumas crianças não precisam de tratamento e outras podem ser submetidas a cirurgia logo após o parto. 

Mas muitas, mesmo após a operação, sofrem sequelas, como paralisia e dificuldades de aprendizagem.  No estudo, feito em João Pessoa, a maioria das que usaram o ácido fólico o fez de forma incorreta, muitas vezes com doses maiores dos que as ideais (de 400 microgramas por dia). Estudos com animais apontam que a suplementação em excesso pode levar a bebês com baixo peso.
 
Cerca de metade da amostra era de mulheres atendidas pelo SUS e a outra metade, de clínicas particulares. "Não houve diferença entre os grupos", afirma Fonseca, que é presidente da comissão de medicina fetal da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).  "Os números que nós encontramos são muito semelhantes aos de um estudo feito em Pelotas (RS) há seis anos. A situação não melhorou desde então." 

O fechamento do tubo neural acontece entre a 2ª e a 4ª semana de gravidez. 
No Brasil, segundo pesquisa da Fiocruz com 22 mil mulheres, 55% das gestações não são planejadas.   
"Em geral, a mulher só chega ao médico de 02 a 03 meses depois do início da gravidez, o que já é uma fase tardia para o início da suplementação", afirma o médico.

Por isso, um dos focos da campanha da Febrasgo é estimular médicos a informar as mulheres sobre a importância do suplemento durante as consultas anuais.

A fortificação de farinhas de trigo e de milho com ácido fólico, obrigatória no Brasil desde 2004, consegue reduzir em 39% a ocorrência das malformações.

"Mas essa medida não atinge a todas. Muitas mulheres hoje adotam dietas da proteína, com baixa ingestão de carboidrato. Por isso é melhor usar as duas formas de prevenção: a alimentação fortificada e a suplementação." 
 





sábado, 11 de agosto de 2012

PARABÉNS, PAIS DE PORTADORES DE FISSURAS


AS MÃOS DO MEU PAI (*)

As tuas mãos têm grossas veias como cordas azuis
sobre um fundo de manchas já cor de terra
— como são belas as tuas mãos —
pelo quanto lidaram, acariciaram ou fremiram
na nobre cólera dos justos...

Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,
essa beleza que se chama simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam
nos braços da tua cadeira predileta,
uma luz parece vir de dentro delas...

Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente,
vieste alimentando na terrível solidão do mundo,
como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los contra o vento?
Ah, Como os fizeste arder, fulgir,
com o milagre das tuas mãos.

E é, ainda, a vida
que transfigura das tuas mãos nodosas...
essa chama de vida — que transcende a própria vida...
e que os Anjos, um dia, chamarão de alma...


(*) Mário Quintana, Poeta gaúcho:
30.07.1906-Alegrete/05.05.1994-Porto Alegre